Apresentação

O programa de pós-graduação em Políticas Públicas, Estratégias e Desenvolvimento (em associação com Fiocruz, mais especificamente com o CDTS - Centro de Desenvolvimento Tecnológico em Saúde), em nível de mestrado e doutorado, no contexto da transformação do papel do Estado e de suas políticas, tendo em conta as estratégias inovadoras de atores sociais e de empresas, visa contribuir para a renovação conceitual e instrumental da ação pública comprometida com o desenvolvimento. Desta forma, visa reduzir o déficit de eficácia política, que se manifesta na necessidade de reinterpretar as renovadas estruturas de governança e os novos pactos, que parecem exigir novos padrões de accountability e, possivelmente, distintos marcos regulatórios.

Novas questões surgem no cenário internacional conturbado pela atual crise afetando as finanças, a sustentabilidade do uso dos recursos naturais e culturais, o conhecimento, os intangíveis, e em decorrência a regulação da propriedade intelectual. A revalorização das políticas públicas e as inflexões estratégicas estão no centro da mudança institucional em curso.

O programa, de caráter multidisciplinar e inter-institucional, é resultado do desejo e do compromisso de um grupo de docentes de diferentes formações acadêmicas, agregando uma combinação de saberes nos campos da Ciência Política, da Economia, do Direito, da Biologia, da História e da Geografia. Ancorado no campo das Ciências Sociais Aplicadas e das Ciências Humanas, não pode prescindir dos métodos quantitativos da Matemática e da Estatística. Desta forma, estrutura-se de maneira a transpor os muros do conhecimento compartimentado e fomentar a ampla circulação de idéias, de alunos e docentes.

Não basta ter apenas em conta as variedades de capitalismo nacionais. Diferentes escalas e esferas governamentais - federal, estadual e municipal – são igualmente responsáveis pela implementação das políticas. No plano empresarial, por outro lado, as questões do conhecimento público e privado que regem a Propriedade Intelectual e que são elementos restritivos e constitutivos de trajetórias inovativas, são aqui devidamente realçadas. A expertise resultante da associação com o CDTS/Fiocruz permite melhor abordar essas questões.

Em suma, pretende-se ampliar o diálogo entre o ensino e a pesquisa comprometidos com a reflexão: sobre o estado brasileiro e latino-americano; sobre estratégias empresariais; sobre inovação; sobre sustentabilidade e uso dos recursos naturais e culturais; e sobre os direitos de propriedade subordinados à agenda da inovação e do desenvolvimento.

O programa está concebido a partir da interação entre suas três áreas de concentração, que se organizam em torno das idéias-chave de inovação, estratégias de desenvolvimento e mudança institucional, e se apóiam mutuamente:

  1. - Governança e Políticas Públicas;
  2. - Instituições, Estratégias e Desenvolvimento;
  3. - Inovação, Propriedade Intelectual e Desenvolvimento.

A sinergia entre as áreas de concentração é construída a partir da explicitação de interfaces que busquem aproveitar o potencial de fertilização cruzada, a saber:

  • - temas transversais: Políticas Públicas, Inovação e Mudança Institucional, Catching-up ou emparelhamento tecnológico, Estratégias Nacionais de Desenvolvimento.
  • - enquadramentos teóricos: Variedades de Capitalismo, Economia Institucional, Sociologia Econômica, Teorias da Regulação da concorrência, Visão Baseada em Recursos;
  • - molduras conceituais e temáticas: governança, accountability, federalismo e descentralização, economia do conhecimento, redes sociais, redes tecnológicas, sustentabilidade, biodiversidade e recursos naturais e culturais, responsabilidade social, regulação, direitos de propriedade, regimes de apropriabilidade.